Gestão de resíduos industriais: como fazer corretamente?

Um dos maiores desafios da indústria com certeza é fazer corretamente a gestão de resíduos. Gerar receita e diminuir a quantidade de resíduos é o objetivo de qualquer organização, além de diminuir os impactos que eles podem causar no meio ambiente e na vida das pessoas.

Mas para fazer corretamente a gestão dos resíduos na indústria é importante entender o que é de fato esse gerenciamento, sua finalidade e como tornar ações na empresa cada vez mais sustentável. Por isso resolvemos apresentar dicas de como fazer uma gestão eficiente com os resíduos industriais. Confira!

Antes de mais nada, vamos entender o que é gestão de resíduos?

Para começar vamos entender melhor o que são resíduos e como eles impactam na rotina das organizações e empresas. Toda matéria que foi descartada em um processo de produção pode ser considerado resíduo.

Na indústria, tudo aquilo que não faz parte do produto final pode ser considerado resíduo. Pensando dessa forma fica mais claro imaginar os impactos que eles podem causar em cidades e grandes pólos industriais.

No meio ambiente todos sofrem com o descarte incorreto, Por esta razão o tratamento de resíduos industriais requer uma atenção especial e um gerenciamento qualificado.

A Gestão de resíduos é um conjunto de metodologias e ações que visam reduzir ou eliminar resíduos, mas também melhorar continuamente o acompanhamento destes no processo produtivo. Seu objetivo é eliminar os impactos negativos ao meio ambiente, associados a produção.

A falta desse conjunto de ações na indústria pode causar diversos problemas como acúmulo de lixo, contaminação, insetos, animais disseminadores de doenças, aumento dos custos com a produção, entupimento de redes de drenagem, dentre outros fatores.

Quais são as normas para o gerenciamento de resíduos industriais?

A NBR-10.004 da ABNT classifica e caracteriza os resíduos sólidos industriais, de forma que possam ser gerenciados corretamente, a fim de reduzir os impactos a ambiente e à saúde pública. Além disso, existe a Lei 12.305/2010, que determina políticas de gerenciamento de resíduos na seguinte ordem:

  • Não gerar
  • Reduzir
  • Reutilizar
  • Reciclar
  • Tratar resíduos sólidos
  • Realizar a disposição final dos rejeitos de forma AMBIENTALMENTE adequada.

Existem normas como a ISO 14.001 destinadas a riscos ambientais e que auxiliam empresas a identificar, priorizar e reduzir a produção de resíduos que podem impactar em todo sistema ambiental.

Como fazer corretamente a gestão de resíduos na empresa?

O primeiro passo é implementar um sistema de gestão ambiental, elaborar um PGRS (Plano de Gerenciamento de resíduos Sólidos) e criar espaços de armazenamento temporário.

O PGRS é um documento técnico que identifica a tipologia e quantidade de geração de resíduo e sua trajetória interna e externa, além de indicar as formas ambientalmente corretas para manejo nas seguintes etapas de produção:

  • Acondicionamento
  • Transporte
  • Tratamento
  • Reciclagem
  • Reutilização (Quando Possível)
  • Destinação correta
  • Disposição final

É importante entender a quantidade de resíduos, os motivos pelos quais eles são gerados, mas também identificar oportunidades de redução ou eliminação destes resíduos. Realizar a coleta de forma correta e compatível com a classificação e quantidade de resíduos gerados.

Definir procedimentos de tratamentos adequados de acordo com a caracterização e transformação de resíduos em produtos úteis. Dispor adequadamente os rejeitos sem causar danos ao meio ambiente, como em aterros sanitários.

Considerar boas práticas para uma gestão de resíduos industriais é fundamental para qualquer organização que busca alternativas sustentáveis e que buscam a melhoria contínua.

Além é claro, de proteger o meio ambiente e a saúde humana.

Gostou do texto? Então entenda como a medicina do trabalho pode ajudar a aumentar a produtividade na empresa. Confira neste post.

Por| 2018-08-29T08:01:57-03:00 junho 13th, 2018|Ambiental, Saúde, Sem categoria|