Importância da liderança na gestão de SSMA

A gestão, processos e rotinas de Segurança, Saúde e Meio ambiente em empreiteiras, construtoras e incorporadoras devem ser seguidas à risca por funcionários. Entretanto, para que a teoria seja, de fato, transformada em prática, líderes e gestores também devem dar exemplo.

Fator crucial para o planejamento, desenvolvimento e execução de um trabalho no ramo da engenharia civil, a gestão de SSMA tornou-se um elemento obrigatório no setor. Não somente pelo cumprimento das leis e proteção ao trabalhador, mas também por interferir diretamente e positivamente na velocidade dos processos e desempenho dos profissionais.

Uma cultura de segurança em uma empresa, obrigatoriamente, deve estar em evidência em ações e rotinas de seus colaboradores e gestores.

A produtividade sempre deve estar aliada às questões e boas práticas de segurança. Isso permite uma maior efetividade de um sistema de gerenciamento de segurança.

Consequentemente, uma cultura de segurança se instaura no ambiente e faz com que todos os envolvidos – principalmente funcionários – sintam-se como parte da engrenagem e elementos importantes da organização como um negócio.

Além da cultura estabelecida, os níveis de confiança entre colaboradores, gestores e processos executados são elevados.

Essa confiança tem um peso importante também na consolidação da cultura de segurança. Ela permite que, ao longo do tempo, se torne mais sólida e eficaz.

Surge o cenário ideal para que líderes e gestores se posicionem de forma a garantir a manutenção dessa cultura e confiança estabelecida.

A segurança só é alcançada quando há um reconhecimento de que tal fator deve ser colocado, prioritariamente, antes da execução do trabalho. Com essa diretriz vinda das lideranças, a compreensão e entendimento da mensagem é mais clara por parte de todos os demais envolvidos.

Gestão de SSMA

Desenvolvida de acordo com as OHSAS 18.001, uma padronização de reconhecimento internacional para sistemas de gestão de saúde ocupacional e segurança, aliada à ISO 14.001, tem como objetivo, propor ferramentas e recursos para municiar uma empresa em sua gestão de procedimentos e rotinas ligadas à Segurança, Saúde ocupacional e Meio Ambiente.

Sempre de acordo com as normas e legislações vigentes, focadas no aprimoramento do déficit de índices de acidentes, redução de alíquotas SAT/FAP e adoção de uma cultura de segurança mais estruturada no setor.

A aplicação da gestão de SSMA ocorre por meio da observação das leis, portarias, decretos, regulamentos federais, estaduais e municipais e outros requisitos legais que podem ser aplicados em áreas de Segurança, Medicina e Higiene do Trabalho e Meio Ambiente.

Neste modelo de Gestão, é importante que todos os trabalhadores e a hierarquia de comando, estejam em sincronia e concordância, seja na determinação das metas a serem atingidas, seja na execução de tarefas estabelecidas em normas internas.

Além dos objetivos da Segurança do Trabalho, outro objetivo é o equilíbrio entre o desempenho ambiental sólido.

Líderes e gestores devem ter seus papéis bem definidos e estruturados dentro do sistema.

Planejamento, gestão e tomadas de decisão relacionadas a marketing, vendas, custos e também das questões de SSMA devem fazer parte da estratégia, andamento e execução do negócio.

É função dos gestores se aproximar dos demais colaboradores em eventos, reuniões e ter processos de comunicação que permitem uma emissão de mensagem clara sobre a devida relevância do assunto para o bem estar corporativo e sucesso do negócio como um todo.

Uma rotina de liderança visível e transparente é essencial para a saúde dos sistemas de gestão de SSMA. E a sua efetividade é, costumeiramente maior, quando se é comprovada pela prática. Ou seja, a liderança pelo exemplo, partindo das camadas mais altas de uma hierarquia empresarial.

O papel dos líderes na gestão de SSMA

O cumprimento dos padrões de SSMA exigidos na engenharia civil nem sempre são cumpridos ou levados a sério. É preciso estabelecer e nutrir uma cultura que mostre a importância desse tipo de gestão para a execução do trabalho.

É aí que o trabalho de líderes e gestores responsáveis torna-se essencial para o respeito às normas e aderência de trabalhadores, funcionários e colaboradores em uma empresa ou projetos específicos.

Um líder é capaz de influenciar pessoas por meio ações e padrões que se elevam em meio às trivialidades e do exemplo que sua conduta profissional proporciona.

Ele é quem tem poder para em uma empresa a importância de se implantar valores nas questões que envolvem a Segurança e a Saúde dos funcionários.

Trata-se do responsável por transformar a mentalidade de uma empresa e dos seus colaboradores e beneficiar e incentivar a qualidade de vida no trabalho, um princípio que a cada dia ganha força, por conta de grandes mudanças ocorridas no mundo nos últimos tempos.

Representadas, por exemplo, nos ideais de sustentabilidade, com a necessidade de garantir a existência das gerações futuras; no novo conceito de país desenvolvido, que agora é o que consegue apresentar crescimento econômico e sustentabilidade.

Um bom gestor deve mostrar que, além dele, toda a liderança demonstram com clareza de que a SSMA é importante e deve ser priorizada por todos. Alguns exemplos práticos ilustram melhor essas demonstrações que devem ser regularmente praticadas como:

  • Ter um papel definido no sistema e também ser cumprido pelos cargos executivos da empresa;
  • Inserir as questões de SSMA como parte do planejamento, estratégia, decisão e execução dos negócios;
  • Fazer parte de eventos e ter mais integração com equipes operacionais. Reuniões, cafés e outras rotinas fazem com que a transmissão da mensagem seja mais direta e a compreensão da importância dela, mais eficiente;
  • Reconhecer a boa performance de SSMA por parte dos colaboradores;
  • Adotar uma liderança transparente e visível.

A segurança, saúde e meio ambiente como parte do negócio

SSMA trata-se de um valor essencial para o desenvolvimento e crescimento de uma empresa. São fatores que envolvem a segurança do trabalho e a execução de processos e rotina de maneira sustentável, focada no uso correto dos recursos disponíveis e maior controle da geração de resíduos.

Um constante trabalho nessas diretrizes garantem uma melhoria de resultados. É possível verificar uma queda na taxa de acidentes de maneira progressiva. O impacto ambiental também reduz ao longo do tempo e a otimização do consumo de energia, água e outros recursos naturais é um reflexo da boa gestão de SSMA.

Não é nenhum segredo para gestores de qualquer negócio que, qualquer tipo de gestão, inclusive a de SSMA, necessita do compromisso e de ações responsáveis dos líderes envolvidos. É importante que o mais alto cargo hierárquico também dê o exemplo e faça parte das rotinas de qualquer processo de gerenciamento.

A liderança, somada ao clima e cultura de segurança desenvolve o comportamento de segurança do trabalhador. Priorizar e investir nesses três fatores, incentiva diretamente o comportamento do trabalhador. Para empresas que tem como objetivo reduzir os acidentes de segurança do trabalho, trata-se de uma questão fundamental.

Tal prática será diretamente sentida e refletida pelos colaboradores fazendo com que o engajamento e a aderência às ideais tenha mais e melhores resultados para o todo. Portanto, ter líderes que lideram pelo exemplo, é fundamental e só ressalta a importância do papel deles para uma implantação de uma gestão de SSMA.

Entenda mais sobre a importância da gestão de SSMA e como agir para engajar seus colaboradores em uma obra. Entre em contato com os nossos especialistas e veja como agir nesse cenário.

Por| 2018-08-29T07:59:13-03:00 julho 27th, 2018|Ambiental, Processos, Saúde, Segurança|